15 de fevereiro de 2011

Avanço no mercado de leite desafia a líder LBR

A união, no fim do ano passado, entre Bom Gosto e Leitbom, que resultou numa das maiores empresas de lácteos do país, a LBR Lácteos Brasil, começa a provocar um rearranjo no setor. A empresa tem 12 marcas de longa vida - sendo Parmalat a principal delas - presentes em diferentes regiões do país, com cerca de 20% das vendas nacionais, a maior fatia do mercado. A BRF Brasil Foods vem a seguir, com cerca de 16%, e o restante está dividido entre quase 90 empresas.

A Lácteos Brasil processa mais de 2 bilhões de litros de leite por ano em 30 fábricas. Para especialistas, esses números trazem vantagens, mas também são desafio para a companhia. Há expectativa, entre especialistas no mercado de leite, que a empresa enxugue o número de marcas e de unidades de processamento para poder investir mais em marketing e obter maior sinergia entre elas. Ainda em fase de organização da nova companhia, Fernando Falco, presidente da LBR, acredita que não haverá necessidade de fechar fábricas.

Também se espera que o processo de consolidação no setor de longa vida continue. As cerca de 90 empresas controlam 160 marcas no país. Num mercado com três grandes empresas - Nestlé, Brasil Foods e Lácteos Brasil -, a expectativa agora é que laticínios com captação na casa de 500 milhões de litros de leite por ano e administração familiar sejam alvos de tentativas de aquisição.

Fonte: Valor Econômico
Reações:

0 Participações: