21 de novembro de 2010

Justiça irá definir o futuro da Nilza

Em recuperação judicial desde o ano passado, a empresa, que interrompeu as atividades em junho deste ano, propos um novo acordo aos credores, que inclui a venda de seus ativos - uma unidade de produção em Ribeirão Preto (SP) e uma em Itamonte (MG) - para a Airex Trading, empresa com sede em Manaus.

A proposta foi julgada ontem e 100% dos credores trabalhistas e 89% dos quirografários (sem garantia) aprovaram o novo plano. No entanto, o Banco do Brasil votou contra e o Santander se absteve. O caso agora está sob apreciação e a Justiça deve decidir até o fim da semana que vem se homologa o plano ou decreta a falência da Nilza.

A Indústria de Alimentos Nilza, que chegou a ser líder em leite longa vida no interior paulista, foi criada em 2006 por Adhemar de Barros Neto, ex-acionista da Lacta. O empresário comprou os ativos e a marca Nilza após a reestruturação da Central Leite Nilza, formada por cooperativas de São Paulo e Minas Gerais.
Fonte: Valor Econômico
Reações:

0 Participações: