24 de setembro de 2010

Empresas prometem pagar mais por embalagem sustentável

Pelo menos 11 grandes empresas de produtos de consumo estão dispostas a pagar até 20% mais no plástico utilizado em suas embalagens. O valor superior refere-se à utilização de bioplástico, matéria-prima obtida, por exemplo, a partir de resíduos de cana-de-açúcar, soja e milho. Apesar de mais cara, a alternativa causa menor impacto ao meio ambiente em comparação com o plástico comum, feito à base de petróleo.

Uma das companhias que aderiram é a Johnson & Johnson, que deve passar a utilizar o material nas embalagens do protetor solar Sundown Gold. Na Coca-Cola, desde abril as garrafas PET de 500 ml e 600 ml incluem o bioplástico na composição.

Bagaço de cana nas caixas

Outro exemplo de embalagens sustentáveis vem da L’Oréal. As caixas de embarque usadas na fábrica de São Paulo são confeccionadas com bagaço de cana. Com a substituição da celulose da madeira, a empresa reduziu em 50% a fórmula do papel.

Além do respeito ao meio ambientes, as companhias visam ganhar pontos com a parcela cada vez maior de consumidores interessados em apoiar as práticas sustentáveis da indústria.
 
Fonte: Brasil Econômico e Valor Econômico
Reações:

0 Participações: