17 de fevereiro de 2012

Ponto Frio fecha 58 lojas por causa de desempenho ruim




A Viavarejo, antiga Globex, que reúne as operações das redes Casas Bahia e Ponto Frio, decidiu fechar 58 pontos de venda da bandeira Ponto Frio no final de 2011. Todas as unidades foram fechadas no último trimestre do ano. Em setembro de 2011, o Ponto Frio tinha 456 pontos e, em dezembro, a soma havia caído para 401 lojas.

Os números estão no relatório de desempenho da companhia, apresentados ao mercado na noite de ontem, e foram alvo de dúvidas de analistas setoriais, na teleconferência da companhia finalizada nesta manhã. “Como parte do processo de integração das bandeiras, houve no período o fechamento de 58 lojas deficitárias do Ponto Frio, que totalizaram 39,2 mil m² de área de vendas”, informa o relatório.

Pelos números, os 58 pontos foram fechados e foram abertas três lojas no ano, o que leva a um número final de 401 pontos. Segundo o comando da empresa, o desempenho de pontos é sempre avaliado e esse grupo de lojas não estava com o posicionamento correto e tinham “baixíssima rentabilidade”. Segundo a varejista, análises desse tipo são feitas constantemente pela companhia, mas não estão previstos nossos fechamentos de unidades em 2012.

Pelos dados do relatório publicado, a soma total de lojas físicas do Grupo Pão de Açúcar passou de 1.609 em setembro de 2011 para 1.571 em dezembro do mesmo ano.

Além desses dados, os executivos da Viavarejo foram questionados pelos analistas a respeito das despesas financeiras registradas pela companhia no ano passado. Essa soma passou de R$ 240,2 milhões para R$ 267,6 milhões entre o terceiro trimestre e o quatro trimestre de 2011. Segundo o relatório de resultados, o resultado financeiro da Viavarejo como percentual das vendas líquidas foi de 3,2% no quarto trimestre do ano, “o que mantém a despesa financeira da companhia abaixo do piso do guidance divulgado ao mercado, que previa o nível de despesa financeira entre 3,5% a 4,5% das vendas líquidas”, informa o material ao mercado.

“Nós entendemos que a redução da despesa financeira da empresa é prioridade da companhia”, disse Orivaldo Padilha, diretor financeiro da Viavarejo, na teleconferência.

Fonte: Valor Econômico
Reações:

0 Participações: