2 de dezembro de 2009

Disputa para compra da Femsa cerveja continua

Quarta feira, 02 de Dezembro de 2009

Três cervejarias estão interessadas na compra da mexicana Femsa Cerveza, em um negócio estimado em mais de US$ 7,5 bilhões. A britânica SABMiller é considerada a favorita nessa disputa e, de acordo com fontes próximas ao assunto, um acordo de venda pode ser selado em janeiro.

Outra cervejaria europeia, a holandesa Heineken, também demonstra interesse na Femsa, uma das últimas grandes empresas do setor nos mercados emergentes ainda à venda. Além das duas, a Kirin, maior cervejaria do Japão, tem feito pedidos de detalhes da companhia mexicana, que foi colocada efetivamente à venda no mês passado.

"Há três grupos olhando para a Femsa. SABMiller e Heineken estão em aprofundadas discussões em relação a uma compra, enquanto a Kirin tem demonstrado algum interesse", disse uma fonte próxima da situação.

A cervejaria americana Molson Coors também chegou a avaliar as operações da Femsa, mas acabou se afastando do negócio, em grande parte refletindo a perda que sofreu na compra da cervejaria brasileira Kaiser em 2002, segundo as fontes. A Kaiser foi vendida para a própria Femsa em 2006.

No mês passado, a Femsa informou que estava em negociações com várias partes para explorar oportunidades envolvendo seus negócios na área de cerveja. Além disso, a família controladora da empresa já vinha mantendo discussões com a SABMiller, disseram as fontes.

Após a notícia sobre um possível acordo, as ações da Femsa subiram cerca de 4% na bolsa mexicana, para 59,28 pesos. Todas as empresas preferiram não comentar o assunto.

Fonte: O Estado de S.Paulo
Reações:

0 Participações: